sexta-feira, 6 de março de 2009

RETORNO AO SUL MARAVILHA - AS AMIZADES FEITAS NO SUL E ALGUMAS HISTÓRIAS...

Depois de 02 anos de ausência, retornei a Florianópolis. Resolvi em vez de escrever minhas crônicas, resumir o que aconteceu em fotos (os textos virão posteriormente). Muito obrigado a todos que fizeram desta semana uma ótima semana. A todas as pessoas da ponta do norte ao extremos sul que conheci. Posteriormente as crônicas sobre Florianópolis virão.

Estes são grandes amigos, pessoas do bem, que tive a felicidade de encontrar em Florianópolis em Junho último. Não se os verei novamente, mas mesmo que isso aconteça, SAIBA QUE ETERNAMENTE ESTARÁ NA MINHA MENTE E NO MEU CORAÇÃO!!!

Estas são algumas das melhores amizades que fiz por lá...


O pessoal do "Educando para a vida de Brasília". Na foto estão Eu, Rilma, Alex (gogoboy), Jean, Max, Alex, Lucas e Wansley.

Esta galera, muito unida, era minha companhia mais constante durante esta semana que passei por lá. Só conhecia o Jean da minha faculdade (ele trabalhava lá), os demais conheci ou no aeroporto (Alex) ou mesmo no congresso (os demais). O bom é saber que poderei reencontrá-los em outros congressos e em Brasília mesmo.

Altas noites bolando o que fazer na pacata (e parada) praia dos ingleses, rsrsrsrsr. E nós conseguíamos!!!!



Aqui vai o parceirasso fã de Solteirões do Forró, Beto de Fortaleza. Fiquei enchendo o saco dele durante uma semana falando que não gostava da banda e ele tentando me convencer que a banda era ótima, rsrsrsrs. Ele e o pessoal do Ceará salvaram minha melhor noite em Florianópolis. Aqui nesta foto, estamos junto com a Cris e a Josi de Santa Catarina, ambos salvaram (realmente!!!) minha última noite em Floripa.
Uma amizade para se contar sempre!!!

Já a Josi e a Cris são um caso a parte. Elas também não tinham o que fazer (como nós) e fizemos companhia um aos outros e foi uma noite maravilhosa. Garotas do bem, de ótimo papo, lindas e alto astral. A Josi com seu inseparável chimarrão, passava a imagem de uma garota despojada, certa de si. Com um sorriso franco, um estilo que lembra o irônico, mas sem ser. Uma garota linda de chamar atenção. A Cris, demonstra ser uma pessoa alegre, já foi líder estudantil, é daquelas que se quer alguma coisa luta para conseguir, uma muher independente.

Espero realmente manter contato com estas catarinenses (Mas bah, capaz!!!), rsrsrsrsr.


Uma das gratas supresas do do congresso, Clarissa e Carolina de Porto Alegre.

As conheci depois de me perder do pessoal do "Educando para a vida".Dentro do ônibus, escutei duas garotas que comentavam como estavam nervosas de sua primeria apresentação em congresso. Me atrevi e puxei papo, afinal elas desenvolvem pesquisas na mesma área que eu, Representações Sociais.

Deste papo, surgiu uma interação muito grande e uma parte de conciliação de idéia que fizeram com que o papo durasse durante toda a viagem e mesmo no hotel na hora do jantar.

Vi a Carol de vista no congresso onde me despedi dela e nunca mais a vi, e depois vi a Clarissa (ou anelise, piada interna, rsrsrsr) no aeroporto e ela fez questão de me abraçar e agradecer pelo papo que tivemos e isso me deixou bastante feliz!!!!! Provou que o que eu disse a ela não passou em vão.

Muito obrigado garotas!!!!



Aqui vou falar do Thiago primo da Aline (que está em todos os posts, mas ainda não é hora de falar dela, rsrsrsrsr). O Thiago, além de primo, era a companhia da Aline para o caso de nós desencontrarmos por lá (o que quase aconteceu). Mas como não aconteceu tive a oportunidade de conhecê-lo e saber o quanto este cara é gente boa!!!! Quem precisar de um guia por lá pergunte por ele, e não se arrependerá. Ele é muito gente boa, muito conversador.

Nos acompanhou na invasão ao forró da Joaquina, e depois ainda assitiu aquele filme tosco de terror comigo e a Aline de madrugada, rsrsrsrs (afinal o que era aquilo???? seria uma alucinação nossa, ou a globo realmente passou um filme no extremo do trash as 05 da manhã????). Se um dia voltar (e quero voltar) a Florianópolis espero revê-lo, porque ele tem noção exata dos atalhos a se seguir por lá!!!.
Valeu cara!!!!


Aqui vai meus agradecimentos a este pessoal que conheci lá do Nordeste. Aqui nesta foto aparece Elaine ( - De onde vc é porque dependendo do lugar pode ser Elânie ou Eláine!!!!, rsrsrsr). A mulher a direita nao me lembro o nome dela neste exato momento. E no centro a cearense arretada Juliana Pit!!!

Não tenho muitas informações sobre a mulher a direita da foto, mas nos divertimos muito aquela noite. A Elaine logo que a conheci em uma das primeiras frases que ela me disse foi a citada lá em cima. Uma mulher muito animada, que queria aproveitar todos os momentos por lá. Ela é de Natal.

Juliana Pit cearense, é daquelas que gostam de curtir a vida, adora forró e foi quem comprou a história do Solteirões do Forró. Ela não podia me ver que começava a cantar as músicas deles. Uma garota linda, com um sorriso cativante de simpatia imensa que contagia quem estiver do lado (deve ser da natureza do povo cearense).



A Themis é um exemplo a se seguir por todos e todas. Ela é orientanda de um projeto de Fisioterapia na cidade de Cruz Alta - RS. A conheci por acaso, pois primeiro conheci sua fama (de sua alegria contagiante), e depois a conheci pessoalmente e pude comprovar que ela era aquilo que falavam. Antes conhecmos suas orientandas que sempre diziam sobre sua orientadora que adora festas e se divertir e que só poderiam ir embora depois que ela fosse (e ela ainda não queria, pois considerava 02 da manhã ainda cedo para ir embora).

A conheci no dia seguinte quando fomos a um karaoke e vimos o brilho de felicidade em seu rosto, uma pessoa feliz que adora se divertir e faz por onde isso acontecer. Não pegamos o microfone nenhuma vez mas cantamos TODAS as músicas aonde no final sempre dizia a ela:
-Sabe porque eu sei esta música, foi eu que fiz!!! e na próxima, ela dizia:
-E esta também, parece sua outra! rsrsrsrsr

Se os garotos (as) tiverem a juventude, pique e alegria que esta mulher tem, as coisas seriam muito diferente (basta lembrar que fomos embora as 03 da manhã e ela ficou ainda cantando com amigos por lá, rsrsrsr).

Um grande abraço aonde você estiver em Cruz Alta!!!!


O Wellignton é um companheirão, nos conhecemos ainda na hora de fazer a ficha no hotel e ainda ajudou a segurar a barra quando aconteceu a confusão com meus posteres no congresso. Era companhia certa nas farras de Floripa (seus pais já nem se preocupavam com ele, pois sabia que estava conosco o tempo todo, rsrsrsr).

Valeu pela companhia cara!!!



Falar delas já dariam (e vai dar) um post exclusivo. Principalmente porque foram as pessoas com quem mais passei tempo lá em Floripa, com quem mais eu ri e com quem eu mais tenho histórias para contar. Resumindo tudo para deixar o que escrever para a próxima postagem. Na foto estão Leilane, Daniele e Cibele de Fortaleza.

A Daniele demonstra ser uma pessoa bem séria, mais na dela, mas também demosntra ter um humor e uma graça natural, que contagia. No dia do tour por Floripa, ela encarnou na pela do Aderbal (motorista da van)!!!!! E foi quem registrou a foto do cachorro surfista voador (sem photoshop nem nada, rsrsrsr, sério!!!).

A Cibele é um caso sério, rsrsrsr. Sempre em congressos escolho alguém para Cristo e a escolhida foi desta vez foi ela. Adorava pegar no pé dela e foi dela que recebi o apelido de Vereador (porque segundo ela eu fazia amizade fácil com as pessoas e parecia que eu queria me candidatar). Gostava das mesmas coisas que eu eu, mas pena não ter dado tempo de podermos conversar mais sobre isso. Ela tinha um sorriso aberto contagiante e um papo muito agradável e levava a sério as brincadeiras que eu fazia (acho que por isso eu pegava tanto no pé dela).

A Leilane tem uma característica que chama a tenção a longa distância (não só pela sua beleza inegável). Cheguei até a comentar com algumas pessoas de Brasília que aqui é difícil achar beleza e simpatia em uma garota só e é uma coisa natural dela. Mesmo sabendo que eternamente serei para ela só um "Rodrigo", rsrsrsr, sei que posso ter deixado um pouco de mim para ela assim como para todas as outras garotas citadas aqui



Aqui está a Bruna de Macapá, uma "indiazinha" que encontrei em um daqueles jeitos clássicos que só acontecem quando estou por perto. Aqui vai uma garota que não poderia faltar neste post, pois a história dela (que também vale um post exclusivo), é digna das histórias do Ru (Restaurante Universitário da UnB)!!!

Só para resumir:

Ela antes dessa foto, havia sido assaltada e levaram todo o dinheiro do qual passaria a semana toda por lá (detalhe ela estava na cidade há menos de 05 horas quando isso aconteceu). Quando a encontrei, eu pedi para tirar uma foto nesta passarela (apelidada por Renato Moll como a ponte da amizade, porque sempre se encontra alguem conhecido por lá) . Logo depois, do nada, apareci Renato Moll e puxa papo comigo deixando a menina quase cinco minutos esperando para tirar a foto. Renatinho após isso pediu para tirar uma foto de nós dois e nisso acaba por deixar a máquina dela cair no chão!!!! A única coisa que havia sobrado do assalto. A menina ficou desesperada, tudo aconteceu em pouco tempo para ela, rsrsrsrsr. E Renatinho só falava:

- Calma, pelo menos a máquina não caiu lá embaixo, rsrsrsrsrsrsrr. (detalhe é que tinha para o lado bateria para o outro, e a máquina perto de realmente de cair lá embaixo, rsrsrsrs). Depois fui apresentar a cidade para ela e isso é outra história.



A última foto da postagem são de uma duplinha que mesmo se esforçarmos não irá sumir das mentes de quem as conheceram. A morena é a Mariana. A loira é a Vanessa. Conhecemos na primiera noite nos Ingleses, quando ficamos "ilhados" tendo que ouvir um cara miando em um violão em plena noite de São João (todos querendo sair para dançar e o que nos restou foi um cara miando no violão, rsrsrsr). Mas se não tivessemos ficado não teríamos as encontrado.

A Mariana tem uma personalidade forte (como ela disse, descedente bugrina), transmite uma independencia muito grande, não tem "papas na língua". Sempre vou ficar com imagem dela com os cachorros que ela "adotou" certa madrugada, srsrsrs. A Vanessa tem uma beleza que em Brasília seria considerada acima da média. E passa uma pureza imensa, uma coisa boa, de se ter como amiga acima de tudo. A troca de cultura entre nós é o que fica acima de tudo (ela me fez lembrar da Natália do Big Brother no seu jeito de ser simples e direto e de falar). Além de explicar as diferenes culturas dentro do Riogrande do Sul.

Passamos ótimos momentos juntos mais o pessoal de Brasília, aquela noite em que nós nos conhecemos, a noite no karaokê, o café da manhã no hotel depois de acordar atrasados, andar aquele grupão pela madrugada em frente ao mar na praia dos Ingleses...


Bom houveram outras pessoas que não tenho fotos aqui, e outros tantos que não achei a foto para postar aqui, mas fica aqui minha homenagem a todos....

Um comentário:

Clarissa disse...

é,
mais de um ano depois estamos aqui,
a Anelise que é de Santo Ângelo e não de Porto Alegre! hshshhshs
nossa, com certeza nada que tu disseste aquele dia passou em vão!
para quem não acredita em destino, acredite, ele estava no ônibus errado, com as pessoas estranhas e quase ninguém saí por aí conversando com todo mundo!
No meio da cidade que não é nosso, do estado que não é o nosso, a gente se encontrou!
eba, sorte minha, agora só precisamos de mais congressos em estados estranhos e mais encontros com pessoas conhecidas!
e pessoas estranhas tbm! hshshhs
sempre qnd a gente encontra algo q não esperava!
mils beijos p meu amigo e o desejo de milhões de outros encontros!
;*
Clarissa (Anelise)