sexta-feira, 13 de março de 2009

BAÚ DAS VIRGENS

O mês de julho é sagrado para todos os estudantes de Pedagogia, é quando é realizado os ENEPes (Encontro Nacional de Estudantes de Pedagogia). Eu escreverei sobre os encontros futuramente, mas há um propósito de existir deste post. O ano passado se notabilizou por ter sido a maior delegação que a UnB já enviou a um encontro com dois ônibus., Foram 90 alunos (sem contar os que não conseguiram ir) a este evento e por ter um número enormde de pessoas, tiveram que dividir grupos para irem em cada ônibus.

A organização já teria direito a um ônibus custeado pela universidade, um ônibus teria que ser bancado pelos aluno pelos alunos. A intenção é que os veteranos usassem o ônibus bancado pela UnB e que os calouros e pessoasde fora da universidade usassem o ônibus pago. Mas a poucos dias antes do embarque foram feitos as listas e viram que muito mais que tudo a lista se montou via afinidades. E assim os veteranos que faziam parte do Centro Acadêmico montaram uma lista que privilegiaram seus amigos e pessoas próximas deixando as demais pessoas ao segundo ônibus o ônibus que por acaso seriam bancado pela UnB.

Mas um boato via internet, tomou proporções gigantescas a poucos dias do embarque. Alguém por corredor ou por listagens descobriu que a divisão acontecera com o critério de quem fosse mais farrista iria no ônibus bancado pelos estudantis e a eles deram o nome de "PEDAGOGIA DO AMOR". Os demais sendo veteranos ou não, iriam no segundo ônibus onde ficaraiam as pessoas que demosntravem ser as mais "quietas" e a eles foram apelidados de "BAÚ DAS VIRGENS". Esta discussão tomou proporções gigantescas nestes dias que antecederam o embarque ao ponto de o pessoal que se sentiram de alguma forma atingida com o termo comprá-la e prometer que mostrariam a eles quem seriam as virgens do ENEPe.

Houve confusão tanto no embarque quanto na chegada, os ônibus se perderam no meio do caminho e chegaram com diferença de horas. A maior supresa foi ver que quando o ônibus "PEDAGOGIA DO AMOR" chegou, eles vieram uniformizados com abadás. Houve então uma panelinha invisível, mas perceptível que mostrava que na hora da descontração as pessoas se divertiam entre seus pares. E foi aí que sobressaiu o BAÚ DAS VIRGENS. Pois como esta se uniu para provar que se divertia mais que o outro grupo, fizeram a festa enquanto o outro grupo terminou por murchar.

Esta foto foi tirada momentos antes do embarque de retorno a Brasília, mostrando as pessoas que fizeram parte deste grupo.



Vitória - julho de 2008

4 comentários:

Angela Darkini disse...

Viva!!! Adorei esse post! eu tava lá e eu baguncei muito!!!!!!!! tanto na ida quanto na volta...de virgem não tinhamos nada, COM CERTEZA!

Yoshie disse...

viajou na maionese rogério, é claro que grupos se formam por afinidades. O que acontece é que pessoas que não estudam na UnB não podem estar no ônibus custeado pela UnB. E querendo ou não, existe um grupo de pessoas já formadas, que não conhece pessoas calouras, por óbvios motivos.

coisas desse tipo acontecem naturalmente, eu não sei seu telefone, seu e-mail e pouco te conheço. eu vou confeccionar uma camiseta pra você? não! mas várias outras pessoas do báu das virgens tinham camisetas. a propósito, no ano seguinte fizemos vááárias camisetas pra ter pra td mundo, você comprou? também não.

é natural que amigos queiram estar juntos. é natural que panelinhas se formem, e ainda qe fosse um ônibus só. talvez fosse o fundão e o início do ônibus. Em um ônibus não cabem 90 pessoas. Se você quiser viajar ao lado de uma pessoa qe não conhece, ao invés de viajar com um amigo, vou te achar ligeiramente estranho.

me desculpe por postar no SEU blog só pra discordar de você, nem sei porque motivo o achei por aqui.

só acho que as pessoas viajam na maionese, e fazem da distância natural que existe entre pessoas formadas e calouros, um abismo cheio de rixas desnecessárias e competições sem nexo.


beijos, yoshie.

PalavraSoltas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

ogerio, viajou legal!
Tava procurando fotos antigas e achei essa postagem. Como a Yoshie disse, o Bau custeado pelos alunos foram colocados antigos alunos q nao poderia ir no bau da unb e por consequencia esses alunos antigos q ja sairam da unb tinham mais afinidade com os alunos mais antigos dentro da FE e por isso a galera resolveu deixa-los juntos. Vale Lembrar que o bau com o pessoal mais antigo era o pior bau, nem lembro se tinha arcondicionado, mas ngm se importou, pq o importante era ir pro ENEPe. Um aluno antigo falou brincando que o outro bau era os das VIRGENS pelos simples fato de ter MTAS PESSOAS VIRGENS DE ENEPE (Q NUNCA FORAM EM ENEPE ALGUM), maioria de calouros. Infelizmente oq vc escreveu so ajuda a criar discórdia entre o povo. Sobre a blusa foi vendida pra pessoas dos vários onibus. COmprou qm estivesse afim. e pergunto agora. Vc conseguiu andar o TEMPO TODO com todos os seus colegas de onibus? Pq eu nao consegui... Andei com pessoas de todos os onibus do ENEPe e da Pedagogia no geral... Infelizmente no lugar de sentar pra conversar as pessoas fofocam oq kerem.
Bjs,
Rafinha