terça-feira, 28 de setembro de 2010

MEU PERSONAL BIG MAC

Horas antes de embarcar do Enepe de Vitória 2008
Dois alfaces, hamburgueres, queijo, molho especial, cebola e picles...
COM MORDADELA E MUSSARELLA!!!!

domingo, 19 de setembro de 2010

AMANHECENDO EM ALGODOAL

Um simples amanhecer em Algodoal - PA - Julho de 2007



Simplicidade
Pato Fu
Composição: John
Clique para ver e ouvir (versão música de brinquedo): http://www.youtube.com/watch?v=4Ut8KAQWmLE

Vai diminuindo a cidade
Vai aumentando a simpatia
Quanto menor a casinha
Mais sincero o bom dia

Mais mole a cama em que durmo
Mais duro o chão que eu piso
Tem água limpa na pia
Tem dente a mais no sorriso

Busquei felicidade
Encontrei foi Maria
Ela, pinga e farinha
E eu sentindo alegria

Café tá quente no fogo
Barriga não tá vazia
Quanto mais simplicidade
Melhor o nascer do dia

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

LIVRE PARA VOAR

ROGÉRIO, LIVRE PARA VOAR:
NO AEROPORTO DE FLORIANÓPOLIS - JUNHO DE 2008



Livre Pra Voar

Exaltasamba

Composição: Rodriguinho / Thiaguinho

Lê lê! lê lê lê lê lê lê lê!
Lê lê lê lê lê lê lê lê lê!
Lê lê! lê lê lê lê lê lê lê!
Lê lê lê lê lê lê lê lê lê!

Quando a gente se encontrar
Tudo vai ser tão perfeito
Eu quero te curtir demais
E eu vou aliviar
Esse aperto no meu peito
Que vontade, não dá mais
Se no telefone é bom
Imagine aqui bem perto
Eu sentindo o teu calor
Sem medo de ser feliz
Tô com o coração aberto
Com você eu tô esperto....

Já me acostumei
Com o seu jeitinho
De falar no telefone
Besteirinhas prá me provocar
Quando eu te pegar
Cê tá perdida
Vai se arrepender
De um dia ter me tirado
Do meu lugar...

Peço, por favor
Não se apaixone
Pois não sou aquele homem
Que um dia o seu pai sonhou
Eu só tenho cara de santinho
Sempre faço com jeitinho
Coitada de quem acreditou...

Eu prometo te dar carinho
Mas gosto de ser sozinho
Livre pra voar
Quem sabe outro dia
A gente possa
Se encontrar de novo
Prometo te dar carinho
Mas gosto de ser sozinho
Livre pra voar
Quem sabe um outro dia
A gente possa se encontrar...

Lê lê! lê lê lê lê lê lê lê!
Lê lê lê lê lê lê lê lê lê!
Lê lê! lê lê lê lê lê lê lê!
Lê lê lê lê lê lê lê lê lê!

Quando a gente se encontrar
Tudo vai ser tão perfeito
Eu quero te curtir demais...

terça-feira, 14 de setembro de 2010

AS CURVAS DAS ESTRADAS DE BRASÍLIA

AS CURVAS DAS ESTRADAS DE BRASÍLIA (TESOURINHA)
(o caminho percorrido da UnB para a rodoviária a pé)
SE VOCÊ PRETENDE SABER QUEM EU SOU, EU POSSO LHE DIZER...

Em 2007, no estacionamento do Park Shopping, houve um show de Lafayette e os Tremendões (um dos melhores em que já estive) e o carioca Nervoso ao apresentar a próxima música disse:
- Esta música vai em homenagem as curvas da W3...
Nisso Gabriel Thomas interveio e disse a Nervoso com toda delicadeza...
- A W3 NÃO TEM CURVAS ANIMAL!!!
Que assim seja!!! - Terminou nervoso antes de cantar...


Laffayette e os Tremendões


Roberto Carlos

As Curvas Da Estrada de Santos

Roberto Carlos

Composição: Roberto Carlos/Erasmo Carlos

Se você pretende saber quem eu sou
Eu posso lhe dizer
Entre no meu carro na estrada de santos
E você vai me conhecer
Você vai pensar que eu não gosto nem mesmo de mim
E que na minha idade só a velocidade
Anda junto a mim
Só ando sozinho
E no meu caminho o tempo é cada vez menor
Preciso de ajuda

Por favor me acuda
Eu vivo muito só
Se acaso numa curva eu me lembro do meu mundo
Eu piso mais fundo

Corrijo num segundo
Não posso parar
Eu prefiro as curvas da estrada de santos
Onde eu tento esquecer
Um amor que eu tive
E vi pelo espelho na distância se perder
Mas se o amor que eu perdi eu novamente encontrar
As curvas se acabam
E na estrada de santos não vou mais passar
Não, não vou mais passar


Versão Elis Regina


Versão Caetano Veloso

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

A LUA GIROU...

Lua em Brasília



A Lua Girou

Milton Nascimento


A lua girou, girou
Traçou no céu um compasso
A lua girou, girou
Traçou no céu um compasso

Eu bem queria fazer um travesseiro dos seus braços
Eu bem queria fazer...

Travesseiro dos meus braços
Só não faz se quiser
Um travesseiro dos meus braços
Só não faz se não quiser...

Sustenta palavra de homem
Que eu mantenho a de mulher
Sustenta a palavra de homem...
Que eu mantenho a de mulher

A lua girou, girou
Traçou no céu um compasso
A lua girou, girou
Traçou no céu um compasso

Eu bem queria fazer um travesseiro dos seus braços
Eu bem queria fazer...

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

ROGÉRIO E SEUS DISCOS DE VINIL



Nunca diga

Pato Fu

Composição: Frank Jorge

Querida nunca diga que eu tenho mau gosto
E saiba que o belo da vida ainda está pra nascer
Querida por favor olhe bem em meu rosto
E tente enxergar o que os outros não conseguem ver

Fui lhe mostrar um disco que eu comprei
De um cantor que eu sempre gostei
Mas você não me deu atenção
E voltarei pra casa pelo mesmo caminho
Escutarei o meu disco sozinho
Dentro do meu quarto na escuridão

Querida nunca diga que eu tenho mau gosto
E saiba que o belo da vida ainda está pra nascer

Fui lhe mostrar um disco que eu comprei
De um cantor que eu sempre gostei
Mas você não me deu atenção
Voltarei pra casa pelo mesmo caminho
Escutarei o meu disco sozinho
Dentro do meu quarto na escuridão

Querida por favor olhe bem em meu rosto
E tente enxergar o que os outros não conseguem ver
E tente enxergar o que os outros não conseguem ver


PORÃO DO ROCK 2006: SALDO FINAL - AS RECORDAÇÕES

foto de bibica_assim em 03/06/06
PORÃO DO ROCK - OBRIGATÓRIO



Porão do Rock 2006, saldo final:
Companhia do Luis/Wanda e amigos, primeiro porre do Luis (que ele tenha dito é claro), zoação desde Taguatinga, largar eles para trás para não perder Matanza (e só encontrá-los dois shows depois, rs), Paul Dianno cantando Phanton of the Opera, o Porão em que mais me diverti, queixo deslocado, fratura na espinha, corpo dolorido de fazer parte de montinhos, escoriaçõs pelo corpo, joelho dolorido, sola do pé dolorido (sei lá porque), dormir na rodoviária junto a um bando de roqueiro, metaleiros e mendingos e ainda ver um colocar fogo no outro enquanto este dormia, voltar em um ônibus com duas garotas de programa que voltava de seu "serviço" e que atiçava os garotos que já estavam empolgados desde o show, chegar em casa as 07 da manhã com o olho ardendo do sol e de mais de 24 horas sem dormir... E para fechar com chave de ouro uma internação no dia seguinte por causa de um efeito colateral da injeção que tomei para evitar as muitas dores que sentia e que meu organismo não aceitou bem.

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

POR ONDE ANDARÁ O ARIEL???

ARIEL JUNTO A KAREN

EU:
O proximo que ainda não postei e nem tem texto é:
POR ANDA O ARIEL???

Resposta do Luis ao saber do post:
Aaaaaaaaahhhhhhhhhh, rogério!!!!!!!!!!
Fála sério!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
O ariel acabou de sair daqui da sala!!!!!!!!
Agora, nesse momento!!!!!!!!!!!
tem tempo q ele ta aki no cespe!!!!!!!!!!

Minha contra resposta:
Entao diga a ele que o proximo post e dele
Eu nao o vejo faz dois anos.
E que esta sua reposta sera incluida no espaço que nao teria texto, rs.

Réplica do Luis:
Ele é um setor sozinho daki, hehehehehehehehe.
Ele é responsável pelo patrimônio!!!!!

Minha resposta
De novo????
hehehehhe
E numa sala sozinho de novo???
Vai pro post, heheheheh

SOL DE PRIMAVERA


Sol de Primavera

Composição: Beto Guedes e Ronaldo Bastos

Quando entrar setembro
E a boa nova andar nos campos
Quero ver brotar o perdão
Onde a gente plantou
Juntos outra vez...

Já sonhamos juntos
Semeando as canções no vento
Quero ver crescer nossa voz
No que falta sonhar...

Já choramos muito
Muitos se perderam no caminho
Mesmo assim não custa inventar
Uma nova canção
Que venha nos trazer...

Sol de primavera
Abre as janelas do meu peito
A lição sabemos de cor
Só nos resta aprender
Aprender...

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

domingo, 5 de setembro de 2010

ASSISTINDO AO JOGO VASCO X CRUZEIRO 2006 PARTE 03

FOTO TIRADA POR MIM DO MINEIRÃO


Obs: Por estar acima das cabines de rádio e TV, esta era a minha visão de campo naquele dia.

A PRIMEIRA VEZ QUE ASSISTI MEU TIME DE UM ESTÁDIO DE FUTEBOL.
33ª RODADA BRASILEIRÃO 2006
Cruzeiro 2 x 1 Vasco( 05/11/2006 - Mineirão )
Melhores Momentos - Ao vivo ( Rede Globo )

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

GALERINHA DO 02°/2004 E AGREGADOS VERSÃO 2010

Galerinha ++ do 2º/2004... e agregados!rs
GALERINHA DO 02°/2004 E AGREGADOS VERSÃO 2010

POR GABRIELLA NASCIMENTO

Há cerca de 1 ano e meio eu, pensando na minha formatura e na pouca grana que eu tinha pra pagar uma festa, resolvi por em prática uma ideia que ja tinha discutido com alguns colegas de fazer uma festa paralela, mais simples e barata, mas que todos os meus melhores amigos da faculdade pudessem participar comigo. Escrevi um e-mail e mandei para aqueles mais mais chegados, que estavam se formando, teoricamente, junto comigo, no 2º/2008, e para uns 2 que haviam se adiantado e formado um semestre antes. Começamos a discutir as possibilidades por ali, e pronto...

A festa nunca aconteceu (e só 2 pessoas do grupo se formaram na data prevista), mas dessa lista de e-mail sairam duas viagens de ano novo, varios encontros, e um bate-papo constante e hilário. Todos os dias meu e-mail tem umas 50 mensagens novas, pelo menos, desse povo, discutindo futebol, politica, unb, dicas de emprego, vida adulta, os filhos que ja nasceram, os que estão quase, os que ainda virão, as lombras do willys, os monologos do rogério... Ou simplesmente entrando pra dizer "to com sono...".

Amo esse povo! E essa foto é do ultimo encontro, ha uma semana. O primeiro que conseguimos presença de todos participantes da lista que entraram no meu semestre (é que, com o tempo, a lista do e-mail cresceu e incluiu mais dois calouros nossos que, infelizmente, nao puderam ir no dia), mais respectivos companheiros e filhos (mesmo que na barriga querendo sair).

Brasília 12 de agosto de 2010

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

SINDROME DO TREM(ONIBUS) DAS 11


Gal Costa canta "Trem das onze" (Adoniran Barbosa) num programa de TV em 1973.

Trem das Onze

Demônios da Garoa

Composição: Adoniran Barbosa

Quais, quais, quais, quais, quais, quais,
Quaiscalingudum
Quaiscalingudum
Quaiscalingudum

Não posso ficar
Nem mais um minuto com você
Sinto muito amor
Mas não pode ser
Moro em Jaçanã
Se eu perder esse trem
Que sai agora às onze horas
Só amanhã de manhã

E além disso mulher
Tem outra coisa
Minha mãe não dorme
Enquanto eu não chegar

Sou filho único
Tenho minha casa pra olhar

Bam zam zam zam zam zam
Quaiscalingudum
Quaiscalingudum
Quaiscalingudum

Quaisgudum, tchau!